Moatize – Tete

Então, começamos? Primeiro de alguns (não planejei quantos) sobre a vida em Tete.

Vamos esclarecer uma coisa primeiro? Um pouquinho de Geografia…

Moçambique é o país, ok? Tete é a província (equivalente ao nosso estado no Brasil), ok? Bom, a partir dai precisamos separar em duas partes diferentes: Cidade de Tete (mesmo nome da Província e capital da mesma) e Distrito de Moatize. Essas duas cidades são dentro da mesma província e são muito perto uma da outra. Caso você esteja aqui por principalmente em projetos de mineração, você precisa entender essa diferença.

O carvão que está sendo minerado aqui está localizada no distrito de Moatize, província de Tete, e não na cidade de Tete em si (que também possui reservas, mas estão em fase de pesquisas). A jazidas ficam em torno de 30/40 km da cidade de Tete, dentro de Moatize. Isso influencia na sua vida pois muitas pessoas moram na cidade de Tete e trabalham em Moatize, ou vem até a cidade para resolver grande partes dos seus problemas (ir em mercado, farmácias, restaurantes, clínicas, etc).

Mapa da região (fonte: Google Maps)

No geral, Tete é bem mais desenvolvida e maior que o distrito de Moatize, mas essa tem recebido muito mais atenção pois é o local onde estão todos os projetos e empregos hoje. Diferente do que muita gente pensa, a cidade de Tete não é separada de Moatize pela Ponte Samora Machel (aquela gigante e lindona que tem sobre o Rio Zambeze), e sim, é separada pela Ponte do Rio Revubué (que na verdade é um afluente do Zambeze), que fica logo depois do aeroporto de Tete, em direção Tete-Moatize.

Ponte Samora Machel (e não, ela não separa a cidade de Tete do distrito de Moatize), essa é outra ponte….

Mesmo que não pareça quando você está aqui, segundo o censo de 2007, a cidade de Tete tem 155 mil habitantes, enquanto o distrito de Moatize tem (por mais incrivelmente que pareça ainda) quase 110 mil pessoas. Sério, quando você está aqui, parece que Tete tem 30 mil e Moatize 10 mil habitantes. O segredo é que muitas das pessoas ainda moram em vilas separadas dos centros… Então a impressão é de muito menos pessoas enquanto tu vive apenas pela região central as cidades.

Então com nossa geografia clara, vamos começar a detalhar alguns pontos…

1) Posição geográfica / Acessos

Tete é relativamente mal posiciona em Moçambique eheheh Afinal, é uma das únicas capitais (junto com Lichinga e Chimoio) que fica na parte continental do país. Moçambique é um país abençoado pelo Oceano Índico e tem algumas das consideradas mais lindas praias de todo o mundo (pesquise por Bazaruto, Quirimbas e Pemba pra você ver). Porém, Tete não tem desse benefício, e pra piorar, a praia mais perto fica em torno de 600 km daqui (e não é lá nem perto de paradisíaca – Beira). E o avião… Falaremos daqui a pouco.

Para sair de Tete de carro e ir para algum local do litoral ou outra cidade, geralmente o ideal é usar os feriados, já que dai contamos com um dia a mais para enfrentar as jornadas de viagem e descanso com mais calma. As estradas nacionais geralmente são relativamente boas para viajar e dão acesso aos principais locais das redondezas, mas possuem um grande perigo: Muitas não tem acostamento, dificultando a parada e facilitando acidentes na beira da estrada. Com cuidado e paciência, é tranquilo viajar de carro pelas redondezas (esse assunto de viajar de carro pretendo abordar mais a fundo em um post específico).

A cidade de Tete possui um Aeroporto Internacional (que de internacional, só vai até Joanesburgo) e que hoje está com uma infra-estrutura relativamente boa. Acabaram de receber equipamentos de raio-x e a estrutura do prédio foi reformada, ficando bem agradável.

O espaço aéreo de Moçambique é praticamente dominado por uma empresa moçambicana e governamental chamada LAM Linhas Aéreas (LAM – Linhas aéreas de Moçambique). Eles tem praticamente monopólio dos voos para todas as regiões do país e cobram preços nada suaves por esse voos. Para se ter uma idéia, um voo de Tete a Maputo custo entre 400 e 1000 USD (DÓLARES), e as cidades tem a mesma distância que Porto Alegre e São Paulo no Brasil, que custa +- R$ 350 ou 175 USD.

Avião Embraer da LAM parado no aeroporto de Pemba

Existe uma subsidiária da SAA (South African Airways, empresa Sul Africana de Aviação) chamada SA Airlink que faz o trecho Tete – Joanesburgo por mais ou menos o mesmo preço do voo Tete – Maputo. A diferença é que ele é um voo internacional…

O aeroporto de Tete tem voos apenas para Maputo, Beira, Quilimane, Nampula (nacionais) e Joanesburgo (internacional). Para qualquer voo dentro de Moçambique que não seja perto das cidades citadas, é necessário ir até Maputo para depois se deslocar para a outra cidade. A mesma coisa serve para viajar para outros países ou regiões, o ideal é ir até Maputo (possui poucas opções de voos internacionais) ou Joanesburgo (tem trilhões de opções). Então na hora de programar sua viagem, se não for possível ir de carro, programe essas cidades (ou escalas) nos seus roteiro.

Segue as rotas que o site da LAM diz que existem… (fonte: LAM Website)

Além desse azar do monopólio aéreo e seus altos preços, o serviço ainda deixa bastante a desejar. Com bastante reajuste de voos, troca de horários sem avisar e atrasos nos voos. Infelizmente essa é a realidade que ainda vivemos aqui. Exatamente devido a esses problemas listados, algumas empresas que estão investindo aqui mantém jatos particulares para levar os funcionários pelo país… As vezes pode até sair mais caro, mas se torna mais confiável e rápido.

Avião particular de empresa de Tete.

Dizem que o espaço aéreo de Moçambique será aberto para outras empresas de fora, porém ainda não há perspectivas. Ficamos no aguardo (e na torcida) para que ele aconteça logo. Como em todo o tipo de negócio, a concorrência é sempre benéfica ao produto e ao cliente (nós).

2) Pontos válidos de visitar pelas redondezas

Bom, aos a redores de Tete existem poucos pontos “turísticos” que se pode visitar de carro, porém vale frisar alguns (vou listar em itens, pra facilitar):

2.1 Nacionais

2.1.1) Para visitar em um fim de semana

2.1.1.1) Missão de Boroma (Tete): 30 min de carro da cidade de Tete -> (Já falei sobre este local AQUI!)

2.1.1.2) Cahora Bassa (Cidade de Songo): 2h de carro da cidade de Tete -> (Já falei sobre este local AQUI!)

2.1.1.3) Beira (Província de Sofala): 600 km

2.1.1.4) Parque da Gorongoza (Província de Sofala): 600 km

2.1.2) Para visitar em um feriado

2.1.2.1) Arquipélago de Bazaruto / Vilanculos: 850 km -> (Já falei sobre este local AQUI!)

2.1.2.2) Nacala: 1000 km

2.1.2.3) Pemba: 1200 km (aja paciência)

2.2 Internacionais

2.2.1) South Luangwa National Park – Zâmbia (Safári): 600 km, porém com bastante estrada de chão -> (Já falei sobre este local AQUI! e AQUI!)

2.2.2) Harare – Zimbabwe: 400 km -> (Já falei sobre este local AQUI!)

2.2.3) Lago Niassa – Malawi: 400 km -> (Já falei sobre este local AQUI!)

Fora o Zimbabwe que é possível fazer em um fim de semana, os outros é recomendado serem feitos em feriados. Em cada um dos posts eu falo sobre necessidades de visto e coisas do gênero, então não vou me alongar sobre isso nesse post.

Claro, existem outros locais que podem ser visitados por perto dessas regiões, mas acredito este ser o básico recomendado por aqui. As oportunidades de viagem de avião são inúmeras, então fica difícil selecionar e lista-las aqui. Visitar o site da LAM (www.lam.co.mz) ou da South African (www.flysaa.com) ajuda para ter uma idéia.

Então, acho que pra começar já tá bom, né? No próximo post, vou falar sobre pontos que valem a pena conhecer aqui dentro da cidade de Tete e Moatize. Coisas que são, ou poderiam ser consideradas, pontos turísticos dentro da própria cidade.

Grande abraço.

Tiago

Anúncios

11 comentários sobre “Moatize – Tete

  1. oi, recebi uma proposta para ir para tete a trabalho, porem tenho um filho de tres anos e eu e meu marido estamos preocupados, com receio do nosso filho não adaptar , devido ao calor, alimentaçao. Tem clinicas proximo, e escolas…
    abçs

    1. Tiago, gostei demais de tudo o que disse sobre Tete mas ainda tenho algumas dúvidas que pedia o favor de me ajudar. Meu marido foi convidado a passar um ano em Tete e, embora eu seja Moçambicana, não conheço Tete. Já estamos com mais de sessenta anos e a saúde pode ser um problema. Por favor, gostaria que me dicesse o que vou encontrar aí, clínicas privadas ou hospital. Fico muito grata por qualquer Informação.

  2. Maria, eu entendo a tua preucupaxao lamento dizert que ca em Tete existe tudo o que tw perguntou n t preocupe com o alojamento ms cm o clima e temprtura ca e muito quent

    E seras bm vinda ao Inferno!!!!!
    Tudo se abtua e so s adptar

  3. Alo Thiago,

    Sou engenheiro de uma empresa brasileira que deve construir casas populares em algumas localidades, tais como Marara e Mucumbura, a partir de Tete. Por incrivel que o pareça não conseguimos saber obter algumas informações básicas sobre os preços do material básico de construção, tais como cimento (saco), areia (m3), pedra (m3) e varões (vergalhões de aço de 16mm).

    Estarei chegando em Tete ainda neste mes. Será que vc poderia pedir a uma empresa de material de construção que nos enviasse uma lista de preços ? Tentei até telefonar para a empresa Minarte, mas não consegui nada…

    Me envie seu telefone que, assim que chegar, vou convidá-lo para beber a lot of beer…

    um abç

    Cesar
    cscouto@globo.com

    1. Cesar! Desculpe não ter lhe respondido, andei deixando o blog um pouco abandonado por um período. Espero que tenha encontrado as informações que procurou e que sua ida para Tete tenha sido boa. Ainda está lá? Eu moro em Maputo agora.
      Abraço.

  4. Oi tudo bem ! Adorei o post consegui me localizar rsrs .
    Queria saber sobre escolas , recebemos uma proposta mas tenho filhas adolescentes .Também sobre a segurança delas .
    Obrigada .

  5. sou salomao ki vivem na cidade maputo tou muito arasca pelo emprego eu sou mecanico das makina com kumatso buldoza escaveta retula tlb como marca case carros como nissan mazida toyota ford so bom tambe na parte eletrico porfavor penso ajuda.

  6. Bom dia!
    Sou graduada em enfermagem, com pós graduação em urgência e emergência, gostaria de saber como é a oferta de emprego nessa área.

    1. Olá Solange. Não é difícil encontrar emprego na sua área, desde que você fale inglês fluente. As instituições internacionais que atuam em Moçambique (como Médico Sem Fronteiras) estão sempre contratando, porém ela e outras consideram o inglês essencial, já que as matrizes sempre ficam em países de lingua estrangeira. Outro ponto que ajuda é ter mobilidade para ir além da capital (Maputo). Espero ter ajudo. Boa sorte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s