Cheiro Natural

E ai minha gente, beleza?

Esse post é um post na verdade bem antigo, eu escrevi ele faz uns 6 meses, no mínimo, mas deixei ele guardado para quando eu achasse que fosse a hora de falar sobre aspectos culturais. Queria saber se minha teoria, meus argumentos e relatos contidos aqui faziam sentido tempos depois de eu escrever.

Uma das coisas que me intrigou muito durante meu tempo por aqui foi em relação a questão de cheiro do cheiro das pessoas. Aqui em Tete, o sol escandante faz as pessoas com que cada pessoa “apresente” o seu cheiro natural a força, o que muitas vezes pode cheirar estranho para narizes desprevinidos, acostumados apenas com perfumes (como o meu).

Isso é sempre um assunto delicado para se falar, mas eu realmente queria entender o motivo das coisas serem como elas são. Admito e sei que é um assunto delicado de se abordar, mas quem me conhece sabe que eu não tenho problemas com isso, e que quando escrevo sobre Moçambique é apenas a minha percepção de diferenças entre as culturas e as pessoas enquanto vivendo aqui neste país.

Eu sempre acho que todo comportamento, característica ou aspecto cultural sempre tem uma explicação e prometi para mim mesmo que se eu descobrisse o motivo que levava as coisas serem assim aqui, eu iria explicar para o pessoal.

Conversando com algumas pessoas daqui, em especial pessoas que estão muito ligadas a cultura e ao povo de Moçambique, por trabalharem diretamente com a população das vilas e povoados, cheguei as mais diversas explicações para tudo e eu vou listar abaixo.

O ser humano naturalmente exala cheiros, dos mais diversos tipos. É comprovado cientificamente que o próprio cheiro exalado animais ou homens e mulheres é responsável por uma parcela da atração entre os seres humanos. Homens e mulheres sempre exalaram cheiros dos mais diversos tipos, porém, com a evolução dos povos, começou-se a criar perfumes, desodorantes e coisas do gênero que abafaram o cheiro natural das pessoas. Hoje o que a gente sente do cheiro das pessoas não é mais o natural, é apenas um cheiro de perfume feito baseado em alguma coisa e nós apenas nos acostumamos com isso.

Aqui na África, as mudanças sócio-econômica não foram todas para o mesmo lado que os nossos países foram. Aqui, muitos países e pessoas ainda vivem sem tecnologia e sem essas grandes mudanças que tivemos na sociedade. Tanto que aqui grande parte da população ainda vive em ambientes rurais,  vivendo exatamente como nossos ancestrais, vivendo de agricultura e trabalhando não por dinheiro, e sim, vivendo de trocas de produtos. Além de em muitos lugares, como onde eu vivo (Tete), nessas zonas mais rurais, ser muito comum ainda a poligamia por parte do homem (algo que na nossa sociedade é extremamente condenado).

Mas voltando ao assunto de cheiros que estavamos falando antes…

A evolução e o desenvolvimento está chegando na África, e isso está fazendo as pessoas saírem das vilas e povoados para começar a trabalhar nas cidades, de maneira a ter um emprego e gerar mais dinheiro para comprar as outras coisas e necessidades que estão surgindo junto com esse “desenvolvimento”. Porém, o povo continua morando nas vilas, mas vão maiores centros a trabalho.

Na África, água de qualidade ainda é um bem caro e de acesso a poucos. Nós brasileiros aqui em Moçambique vivemos tomando água mineral, porém grande parte da população ainda vai a rios pegar a água que terão em casa. Ou seja, muitas vezes a água que eles tem, é só a água que eles conseguem carregar de um rio qualquer em algum balde ou pote até suas casas, e muitas vezes esses rios estão a KM de distância de suas casas, chegando muitas vezes a até 20km. Ah, e para explicar melhor, muitas dessas pessoas tomam banhos exatamente nesses rios e depois voltam para suas casas/trabalhos.

Aqui temos o primeiro ponto. As pessoas além de não terem dinheiro para comprar água, elas tem que caminhar diversos km apenas para ter acesso a elas ou ir trabalhar. A coisa mais natural do planeta é suar, né? Se as pessoas nem tem acesso simples e universal a água, como elas vão ter acesso a um desodorante/perfume? Isso é um bem de luxo aqui. LUXO MESMO.

A água que o povo tem acesso é usada para coisas “realmente” importantes. Alimentação em especial. Levem em conta também que aqui tem muito problema com cólera. Isso explica muita coisa, né?

Agora vamos levar a outro ponto. Lembrem da questão que eu falei do cheiro atrair as pessoas? O pessoal aqui sabe que esse é um cheiro natural do corpo e ele é criado por algum motivo. O perfume é um cheiro artificial, o cheiro do ser humano não é esse por tradição. Inclusive, fiquem sabendo da maior. Na cultura antiga daqui e que ainda é vivida por muita gente, o cheiro de perfume é um cheiro que LEMBRA A MORTE.

Não entenderam? Pois bem, os perfumes que usamos lembram a morte pois eles lembram o cheiro de flores, e flores é o que se coloca em tumba para os mortos. Então cheiro de flores é associado a morte.

Ou seja, quando nós estamos cheirando a perfume, estamos cheirando a morte. Incrível, não?

Além disso, muitas das mulheres identificam seus maridos pelo cheiro, ora, como qualquer pessoa. O cheiro do corpo lembra o homem e aquilo causa a atração, o tesão pela outra pessoa amada. Existem histórias que ouvi conversando com o pessoal e que eu não sei se são verdade por isso leiam apenas como um relato ou “conto” e não uma realidade absoluta.

Houve uma época em que algumas pessoas internacionais, que trabalhavam com algumas pessoas nativas, reclamaram do cheiro forte de alguns colegas e por isso foi conversado com os nativos e solicitado a possibilidade de que deles tomassem banho antes e depois de virem trabalhar para evitar esse problema.

E aconteceu, mas alguns dias/semanas muitas esposas dessas pessoas vieram reclamar que não sentiam mais o cheiro de seus homens, elas não conseguiam o identificar mais pelo cheiro. Algo estava faltando. Elas perderam a atração/tesão pelos seus próprios maridos.

Uma vez um brasileiro falou para algum local que ele considerava que estava fedendo e orgulhosamente a pessoa respondeu assim:

– Isso é cheiro de HOMEM!

E não é? É a natureza agindo como deveria. Quem somos nós para contestar isso?

Ou seja, é algo com muito mais embasado do que a gente pensa. Desrespeitar isso é desrespeitar algo profundo, cultural e local.

Gente, o meu intuito com esse post, é apenas dar uma visão diferente e mais profunda para esse aspecto que é muito comentado pelo povo que vem de fora para morar aqui na Província.

Eu, sinceramente, como uma pessoa acostumada a usar desodorante e perfume pela sociedade/cultura a qual eu fui criado, eu não conseguiria ficar sem, eu não estou acostumado com isso. Porém mesmo não gostando do cheiro, eu respeito e entendo isso como algo muito mais profundo do que pensamos e que não deve ser comentado com uma crítica superficial de alguém que é de longe e vive uma cultura diferente.

Tudo isso que eu escrevi é claro, não se aplica as pessoas que potencial aquisitivo diferente da população de baixa renda, pois estes tem acesso a água e tem condições de comprarem estas outras “luxurias”. Além disso, o próprio ambiente que eles vivem, é diferente da população simples, é basicamente um ambiente com o que nós, de fora, está acostumado. São percepções diferentes e preocupações diferentes.

Isso se destaca aqui por que, infelizmente, essa parcela da população que tem essas condições melhores é a grande minoria, GRANDE MINORIA MESMO. Estamos falando aqui de uma parcela da população que vive perto da linha da pobreza. É algo que para quem não está aqui para ver e sentir, não consegue entender o que é pobreza e simplicidade de verdade.

Porém as coisas tendem a mudar. Com esse monte de gente mudando para cá, uma nova ordem e novos aspectos culturais são adicionados a atual cultura local. Há de se encontrar um denominador comum onde se agradam gregos e troianos. O ambiente empresarial (in)felizmente faz que certas coisas mudem… Se isso é bom ou ruim? Bom, depende de tantos fatores que acho difícil chegar a um veredicto.

Como eu sempre digo, vivendo e aprendendo. Ou, tudo sempre tem uma explicação. Quanto mais vivo aqui na África, mais eu aprendo e entendo que coisas que muitas vezes parecem não fazer sentido na primeira vista, tem uma explicação bem lógica e cultural ao estudada a fundo.

E eu adoro quando isso acontece.

Tiago

Anúncios

3 comentários sobre “Cheiro Natural

  1. Incrivel…pode-se dizer q vc é cultura!!reparador heim Tiago, mas como n pudera notar…deve ser um cheirinho bem notável…kkkkk!mas interessante seus comentarios viu.E a parte em q as mulheres n reconheceriam seus maridos..poxa!legal!!

  2. Sou uma mulher moderna, e apaixonada meu esposo tem um cheirinho proprio que mesmo quando não usa perfume o cheirinho dele entranha na roupa, e sinceramente prefiro o cheirinho dele doque o cheirinho do perfume, não que o perfume não seja bom mais o dele é melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s